ONLINE/OFFLINE


O BIBLIOTECÁRIO E A MISSÃO DA BIBLIOTECA

Em meados dos anos de 1960 (século 20), uma série de suspense composta por um grupo de agentes secretos fez grande sucesso na televisão, seu título: “Missão Impossível”. Além de empregar sofisticada tecnologia para surpreender ao inimigo, outra característica do enredo era as incumbências passadas por meio de um gravador dotado de mecanismo de autodestruição disparado após a seguinte mensagem: "Esta gravação se autodestruirá em cinco segundos". A frase tornou-se marca registrada do seriado. A série também obteve grande sucesso em versão cinematográfica, estrelada por Tom Cruise.

 

A missão impossível apresentada na serie era uma incumbência passada por alguém para ser executada por um grupo de agentes. No âmbito da biblioteca acontece algo similar, ela tem atribuições a serem executadas e que, cada vez mais, são influenciadas por conjunturas tecnológicas, econômicas, sociais e culturais. Atualmente, até mais por influências das tecnologias de informação.

 

Porém, a missão a ser salientada é aquela que representa a razão de existência de uma organização. Portanto, não é apenas um termo para designar uma atribuição a ser executada. Ela abrange o propósito básico da organização (o que se propõe a realizar), além de transmitir seus valores a funcionários, clientes, fornecedores e a sociedade. A missão baseia-se na análise das necessidades dos consumidores, seus desejos, e os produtos que serão oferecidos para satisfazer essas necessidades. Deve orientar-se para o exterior da organização, nas necessidades da sociedade e dos seus indivíduos.  Nesse sentido, a missão não está relacionada somente ao lucro ou as funções realizadas, mas ao objetivo social. Toda missão deve nortear os objetivos financeiros, humanos e sociais de uma organização (Costa, 2008; Faria, 2009; Jesus, 2008; Porto, 2008).

 

Assim, a missão de uma biblioteca pode ser compreendida como ação para satisfazer as necessidades de seu público ou comunidade e não para destacar oferecimento de serviços ou produtos ou, ainda, enfatizar as suas atribuições técnicas. A missão deve expressar o motivo pelo qual a biblioteca existe. Necessita ter credibilidade e para tanto os funcionários da biblioteca devem conhecê-la, entendê-la, vivê-la ao estarem realmente comprometidos com seus preceitos. A missão da biblioteca deve ser simples, clara e direta, para não gerar dúvidas aos usuários e aos próprios funcionários (Costa, 2008).  Na elaboração da missão da biblioteca há indagações que devem ser respondidas como:

 

  • Qual a sua especialidade?
  • Quem é o seu usuário?
  • Que satisfação o usuário espera ao fazer uso do seu serviço ou produto?

 

É preciso ressaltar que os termos missão e visão não são sinônimos, apesar de serem usados como. Possuem significados e importância para as organizações. A missão como citada é algo perene, sustentável enquanto a visão é mutável por natureza, algo concreto a ser alcançado. A visão deve sempre ser inspiradora e concisa, de modo que todos a saibam.

 

 

Ela é a idealização do cenário futuro (de longo prazo) desejado pela organização. É necessário que esteja alinhada com os valores centrais da organização, com os seus princípios (essenciais e duradouros). Sua definição representa um olhar da organização para dentro de si mesma. A visão tem que ser inspiradora e impulsionadora. Capaz de gerar energia positiva para os seus colaboradores. Deve contemplar uma meta ambiciosa e servir como um guia para a definição dos objetivos e a realização da missão (Costa, 2008; Jesus, 2008; Porto, 2008; Zacharias, 2008; Faria, 2009).

 

Nota-se, portanto, tratar-se de um conjunto de crenças e compreensões (aspiração e inspiração) sobre o caminho a ser seguido, e de como tratar os recursos materiais e humanos nessa trajetória. É a visão que determina os objetivos de investimento, desenvolvimento, trabalho, estratégias para o alcance de êxito nas intenções. A elaboração do seu enunciado deve ser prática e realista. No caso da biblioteca a elaboração da visão pode contemplar indagações como:

 

  • Em que a biblioteca quer se tornar?
  • Onde a biblioteca estará?
  • O que a biblioteca será?
  • Em que direção ela deve canalizar seus esforços?
  • A biblioteca colabora para construir o que?
  • Os recursos investidos estão levando a biblioteca para onde?

 

Na formulação da missão e da visão se agrega, também, o conceito de valor. Aliás, o conjunto formado pela missão, visão e valores representa a identidade organizacional. Autores definem valores como os princípios que orientam as ações e as decisões da organização. Os princípios são formados pela ética (que norteia todas as ações) e de regras morais (que simbolizam os atos dos fundadores, administradores e colaboradores em geral). Enfim, critérios estabelecidos para comportamentos, atitudes e decisões das pessoas, que no exercício das suas atribuições e na busca dos seus objetivos, executam a missão, na direção da visão.

 

A biblioteca deve atentar para formatar essas diretrizes. Muito mais que uma ferramenta de qualidade, a fixação da missão, visão e valores da biblioteca representa sua essência, o que almeja e os valores que a norteiam. Destaca-se também que os valores podem ser vistos como um conjunto de princípios, que devem delimitar e facilitar a participação das pessoas no desenvolvimento da missão, visão e valores. Com isso se estabelece o comprometimento da equipe da biblioteca com o ambiente de atuação (comunidade e a sociedade).

 

Saliente-se que os valores são inegociáveis e os mais perenes de uma organização. Envolvem um subconjunto de respostas para as seguintes perguntas:

 

  • Como a equipe da biblioteca devem se portar, individualmente?
  • Como os membros da equipe da biblioteca se relacionam entre si?
  • Como a equipe se relaciona com os usuários?
  • Como a biblioteca desenvolve o seu negócio?
  • Como a biblioteca se relaciona com a comunidade?
  • Qual a sua responsabilidade frente à sociedade?
  • Que valores são importantes para a biblioteca desenvolver o que faz, para quem faz, e no que deseja se tornar?

 

Qualquer biblioteca (pública, escolar, universitária, corporativa etc.), independente de seu porte (grande ou pequena), precisa compreender qual a sua missão no ambiente ao qual se insere e, a partir disso, estabelecer sua visão de futuro em acordo com seus padrões. É fundamental respeitar as suas características, pois só assim poderá encontrar soluções que ajudem a desenvolver e a reforçar a sua qualidade organizacional, e de seus produtos. Os produtos e serviços são caminhos pelo quais a biblioteca chega a sua comunidade e a sociedade. A sua missão e visão orientam o processo de desenvolvimento deste caminho estimulando o rompimento com a situação atual, e estabelecendo vínculos com o futuro desejado (Porto, 2008).

 

Saliente-se, que o futuro desejado pela biblioteca será possível estabelecer com a  estratégia de monitorar e compreender as necessidades das mudanças comportamentais da comunidade, a qual ela serve. Assim como, é necessário que a missão seja respeitada e que a pressão emocional pertinente às visões desafiadoras seja suportada pela equipe.

 

A construção do conjunto: missão, visão e valores somente serão significativos, se a prática do dia-a-dia (bibliotecário-chefe ao faxineiro) demonstrar ser esse o conjunto de regras que regem a conduta da equipe da biblioteca. Fixar o conjunto é determinar os objetivos a serem alcançados. Sua determinação pode representar uma forma de valorizar a biblioteca perante o público. Caso contrário, será perda de tempo afixar na parede um quadro apregoando frases que diferem do que se exerce na prática. Uma situação em que a missão, a visão e os valores serão apenas um apanhado de palavras sem sentido e desconectado da finalidade bibliotecária. Em tal situação, se torna uma missão impossível para o bibliotecário que não consiga estabelecer tais preceitos ao seu sistema de informação.

 

Indicação de leituras

 

COSTA, Carlos Eduardo da. A importância da missão e visão dentro da organização. administradores.com.br-portal da Administração, 27 de fevereiro de 2008. Disponível em: http://migre.me/g8VG. Acesso em 22 ago. 2009.  

 

FARIA, Carlos Alberto de. Missão, Visão e Valores: por que, o que e como? Boletim Eletrônico Semanal – BES. Disponível em: http://www.merkatus.com.br/10_boletim/77.htm. Acesso em 10 set. 2009.

 

JESUS, Sergio Luiz. A importância da missão, visão e valores de uma empresa. Disponível em: http://www.skywalker.com.br/artigos/gestao/missao.html. Acesso em: 20 fev. 2008.

 

PORTO, Marcelo Antoniazzi. Missão e Visão organizacional: orientação para a sua concepção. Disponível em: http://migre.me/g91s. Acesso em: 22 ago. 2009.

 

ZACHARIAS, Vera Lúcia Cama. Caracterização da Instituição. Disponível em: http://www.centrorefeducacional.pro.br/carcinst.htm. Acesso em: 26 ago. 2009.

 


   649 Leituras


Saiba Mais





Próximo Ítem

author image
TAGARELICES TECÁRIAS SOBRE TAGS MARC21 ATUALIZADAS
Fevereiro/2010

Ítem Anterior

author image
SE A BIBLIOTECA É LIVRE O BIBLIOTECÁRIO É TOTAL FREE
Dezembro/2009



author image
FERNANDO MODESTO

Bibliotecário e Mestre pela PUC-Campinas, Doutor em Comunicações pela ECA/USP e Professor do departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP.