ONLINE/OFFLINE


ATUALIZAÇÕES DO FORMATO MARC 21 BIBLIOGRÁFICOS – 2021

Os formatos MARC (Bibliográfico e Autoridade) seguem recebendo alterações em seus campos, indicadores e subcampos. A intenção é alinhar o conjunto de códigos do formato com os elementos de dados dos Recursos: Descrição e Acesso, estabelecendo as devidas correspondências. Os alinhamentos são de um para muitos, ou seja, um único elemento RDA se alinha com múltiplas combinações de etiquetas, indicadores e subcampo. Aspecto que torna os alinhamentos bastante complexos.

Com a edição atualizada da Norma, tem-se agora a RDA/Original e a RDA/3R (RDA Toolkit Restructure and Redesign Project, comumente conhecido como: RDA/3R Project). A norma “Original” é baseada nos modelos conceituais: FRBR, FRAD e FRSAD; enquanto a atual (3R Project), baseia-se no Modelo de Referência Bibliotecária – IFLA LRM. Modelo este que consolida os três anteriores.

O MARC é um formato em uso, que opera como ponte de transição para o novo protocolo BIBFRAME (Bibliographic Framework Initiative). Neste sentido, as contínuas alterações devem permitir a migração de registros estruturados sob nova normativa para o novo protocolo. As alterações de campos, indicadores e subcampos relacionados neste texto, referem-se à complementação para dados descritivos de materiais não livro, no contexto de serem recursos digitais.

Bibliotecários de catalogação devem acompanhar e analisar as proposições descritivas, bem como os possíveis efeitos sobre os seus processos catalográficos.

Nota-se que a representação descritiva, sob AACR, se distancia e se desassemelha da representação, sob diretrizes da RDA. Novos elementos de dados, indicados nas diretrizes e instruções da Normativa atual, requerem códigos específicos de campos, indicadores e subcampos.

Neste sentido, destaca-se duas propostas (número 32 e 33), aprovadas pela comunidade diretiva do MARC 21, durante os meses de junho e novembro de 2021. Sobre a atualização de número 32:

Novos designadores de conteúdo para os campos:

334 – Modo de Emissão (R): categoria que reflete se a manifestação é emitida em uma ou mais unidades.

353 – Características dos Conteúdos Suplementares (R): contempla informações codificadas sobre a presença de uma ou mais bibliografias, discografias, filmografias e/ou outras referências bibliográficas em um item descrito, ou no material que o acompanha. O campo é aplicado quando o conteúdo complementar representa uma parte significativa do recurso descrito.

Alterações de Indicadores de campos:

Primeiro indicador: tipo de entidades do campo 046 (Código Especial de Datas): contém as informações de Data do item que não podem ser registradas na etiqueta de controle 008/06-14 (Tipo de data/status de publicação, Data 1, Data 2) porque tais informações envolvem datas A.C. ou datas incorretas, datas em que os recursos foram modificados ou criados, e a data abrange quando os recursos são válidos, ou é registrado aqui além de aparecer na posição 008/06-14. Outras especificações ler diretamente no campo.

 Novos Valores do Indicador para o campo 046:

# - Nenhuma informação fornecida no campo 046 – primeiro indicador: tipo de entidade

1 – Obra: campo 046 – primeiro indicador: tipo de entidade

2 – Expressão: campo 046 – primeiro indicador: tipo de entidade

3 – Manifestação: campo 046 – primeiro indicador: tipo de entidade

Novos Subcampos para os campos 348; 344; 046; 022:

$c Termo do Formato da Notação Musical (R) no campo 348 (Características da Notação Musical). Subcampo indica o termo para a forma de notação musical no recurso. Exemplo:

                  348 ## $cstaff notation $cgraphic notation

$d Código do Formato da Notação Musical (R) no campo 348 (Características da Notação Musical). Subcampo indica o código do formato de notação musical no recurso. Exemplo:

                 348##$cgraphic notation $d1001 $2rdafmn

                             $0http://rdaregistry.info/termList/MusNotation/1001 

$i Conteúdo Sonoro (R), no campo 344 (Características Sonoras). Subcampo indica a presença ou ausência de som em um recurso. Em geral, usado para recursos: gráficos projetados; imagem em movimento, e os equivalentes eletrônicos. Exemplo:

              344##$isom $0 http://id.loc.gov/vocabulary/msoundcontent/sound

$x Notas não pública (R) no campo 046 (Código Especial de Datas). Subcampo codifica notas relativas às datas registradas no campo. Indica que a nota está escrita de forma inadequada ou não destinada à exibição pública.

$z Notas públicas (R) no campo 046. O subcampo codifica notas relativas às datas registradas no campo. Destina-se à exibição pública. Não substitui sistemas programados que analisam as próprias informações de data para fins de exibição. Exemplo:

                   046 2# $k1951 $2edtf $zData de tradução

$0 Número de controle do registro de autoridade ou número padrão (NR) no campo 022 (ISSN – International Standard Serial Number). Subcampo indica uma URI para o número da ISSN informada no subcampo $a. Outros detalhamentos para este subcampo, ver no Appendix A: Control Subfields. Exemplo:

             022 0# $a1534-9322 $0http://issn.org/resource/ISSN/1534-9322#ISSN

$1 Real World Object URI (R) no campo 022. O subcampo está detalhado no Appendix A: Control Subfields. Por meio da indicação da URI no subcampo, identifica-se uma entidade, às vezes denominada Coisa (Thing), Real World Object ou RWO, seja objeto real ou conceitual. Quando desreferenciado, a URI aponta para uma descrição dessa entidade. A URI que identifica um nome ou o rótulo para uma entidade está contida no subcampo $0.

$3 Materiais especificados (NR) 046 (Código Especial de Datas). Subcampo codifica a parte dos materiais descritos aos quais se aplica. Exemplo:

046 1# $3Fear in the night $o1947 $2edtf

Mudanças nos Códigos de Campos Fixos de Controle de Dados – campo 008:

O campo não possui indicadores ou códigos de subcampo. Os elementos de dados são definidos por tipo de material cadastrado. As descrições dos elementos definidos para o campo ocupam as posições 18-34.

O campo 008 é separado conforme o tipo de material: Livros (BK), Arquivos de Computador (CF), Mapas (MP), Música (MU), Recursos Contínuos (CR), Materiais Visuais (VM) e Materiais Mistos (MX).

A presente atualização é destinada ao tipo de material – campo 008 – Recursos Contínuos, posição 21: tipo de atualização, que teve acréscimo de códigos específicos, relacionados abaixo.

Essa posição tem correspondência com o campo 006 – Campos Fixos – Características Adicionais do Material – Recursos Contínuos, posição 04 (Tipo de atualização do recurso).

gMagazine008/21, (006/04)

h – Blog – 008/21, (006/04)

jJournal008/21, (006/04)

rRepository008/21, (006/04)

sNewsletter008/21, (006/04)

tDirectory008/21, (006/04)

Mudanças nos nomes e definições dos designadores de conteúdo, no Campo 348:

348 – Formato da Notação Musical renomeado Características da Notação Musical (R) – O layout musical ou físico do conteúdo de um recurso que é apresentado na forma de notação musical.

Vários formatos do mesmo vocabulário de origem ou lista de códigos podem ser registrados no mesmo campo, em ocorrências separadas de subcampos:

$a – Termo do formato da notação musical (R), termo para o formato da notação musical no recurso; subcampo

$b – Código do formato da notação musical (R), código para o formato da notação musical no recurso; subcampo

$c – Formato da notação musical (R), termo para o formato da notação musical no recurso; e subcampo

$d – Código para o formato da notação musical (R), código para o formato da notação musical no recurso. Termos originados de diferentes vocabulários são registrados em ocorrências separadas de subcampos.

Observação: para detalhamento das discussões sobre proposta de alteração para o campo 348, recomenda-se leitura do documento com a proposta de mudanças, em: MARC proposal n. 2021-05.

Mudanças nos Subcampos dos campos 082 e 083:

$2 – Número da Edição renomeado Informação da Edição e reescrito no campo 082 – Número da Classificação Decimal de Dewey (R). O subcampo contempla informação sobre a edição a partir da qual o número da CDD foi atribuído. Se os números forem atribuídos a mais de uma edição, cada número ou intervalo de números será codificado em um campo 082 separado.

Se a CDD for atribuída a partir de sua versão impressa, registre o número da edição (use “23” para impressão sob demanda), uma barra (/), o idioma da edição, uma barra (/) e o ano da publicação ou impressão.

Se a CDD for atribuída a partir de uma versão eletrônica, registre o número da edição (use “23” ou “22” para WebDewey, conforme apropriado), uma barra (/), o idioma da edição, uma barra (/) e a data em que o número foi atribuído pelo catalogador. Os idiomas são registrados de acordo com os códigos de três caracteres extraído da Lista de códigos MARC para idiomas.

As datas são registradas de acordo com a Representação de Datas e Horas (ISO 8601) no padrão aaaammdd. Exemplo:

                                                            082 00 $a792.8/2 $223/eng/20190402

$2 – Número da Edição renomeada Informação da Edição e reescrita no campo 083 – Número da Classificação Decimal de Dewey Adicional (R). O Subcampo registra a informação sobre a edição da qual o número da CDD foi atribuído.

Se o número atribuído for de uma versão impressa, registrar o número da edição (use “23” para impressão sob demanda), uma barra (/), o idioma da edição, uma barra (/) e o ano de publicação ou impressão.

Se um número for atribuído de uma versão eletrônica, registrar o número da edição (use “23” ou “22” para WebDewey, conforme apropriado), uma barra (/), o idioma da edição, uma barra (/) e a data de atribuição da CDD, pelo catalogador.

Os idiomas são registrados de acordo com os códigos de três caracteres extraído da Lista de códigos MARC para idiomas. As datas são registradas de acordo com a Representação de Datas e Horas (ISO 8601) no padrão aaaammdd. Exemplo:                                                        

                             083 0# $a968.87/02 $223/eng/20190402

Mudanças nos Códigos dos Campos Fixos de Controle – 008/21:

d – Atualização de Base de dados reescrita nos Recursos Contínuos, campo e posição 008/21 (tipo de recursos contínuos), (006/04). O código refere-se à coleção de dados inter-relacionados e armazenados em um ou mais arquivos computadorizados, geralmente criados e gerenciados por um sistema de banco de dados e que podem ser acessados por meio de interface de pesquisa. Exemplo:

             008/21: d

             245 00 $aMEDLINE on SilverPlatter $h[electronic resource].

p - Periódico reescrito nos Recursos Contínuos, campo e posição 008/21 (tipo de recurso contínuo), (006/04). O código se refere a uma ampla categoria de publicações, que inclui recursos com artigos separados, histórias, outros escritos, etc. Recursos que são publicados ou distribuídos com frequência maior do que anualmente, incluindo jornais, revistas, boletins informativos e blogs. Os periódicos podem ser impressos ou digitais. Use este código se desejar menos granularidade. Caso contrário, usar códigos para tipos específicos de periódicos. Exemplo:

             008/21: p

             245 04 $aThe U.F.O. investigator.

w – Atualização de Web site reescrita nos Recursos Contínuos 008/21 (tipo de recurso contínuo), (006/04). O código se refere ao Site atualizado, e para o qual nenhum dos outros códigos, como atualização de banco de dados, repositório ou blog, seja apropriado. Exemplo:

                008/21: w

                245 00 $aCNN.com $h[recurso eletrônico]

Modificações editoriais: os campos a seguir não possuem alterações técnicas, mas contêm modificações editoriais. Uma descrição das mudanças editoriais para cada entrada pode ser encontrada na Proposta MARC vinculada referenciada.

Propostas de mudanças para os Campos 546; 852:

546 – Nota de Idioma (R), alterações propostas no documento: Proposal 2021-05. Definição proposta para o campo: contemplar informações textuais sobre o idioma ou sistema de notação usado na transmissão do conteúdo dos materiais descritos.

Uma descrição do alfabeto, escrita ou outro sistema de símbolos (por exemplo, um alfabeto árabe, ASCII, sistema de notação musical, código de barras, gráficos logarítmicos) pode ser incluída. Mas, para termos do sistema de notação musical, usar o campo 348. As informações codificadas do idioma estão contidas nos campos 008/35-37 (Idioma) e/ou 041 (Código do idioma). Exemplo:

546 ## $3 John P. Harrington field notebooks $a Apache;

             $b Phonetic alphabet

546 ## $3 Marriage certificate $a German; $b Fraktur.

546 ## $a Latin; $b Roman alphabet

Atualização de número 33:

Novos Designadores de Conteúdo para os campos 344, 340 e 490:

Subcampos:

$j Técnica de captura e armazenamento original (R) para o campo 344 (Característica Sonora). O subcampo registra como o som foi originalmente capturado e armazenado.

As gravações sonoras devem ser codificadas para as técnicas de captura e armazenamento, independentemente do formato físico da manifestação que está sendo catalogada ou se o conteúdo sonoro da manifestação que está sendo catalogada foi aprimorado por outras técnicas. Exemplo:

344 ## $jElectrical capture, digital storage

             $0https://id.loc.gov/vocabulary/mcapturestorage/dist

344 ## $jElectrical capture, analog electrical storage

             $0https://id.loc.gov/vocabulary/mcapturestorage/aes

$l Encadernação (R) para o campo 340 (Meio Físico). O Subcampo registra o método usado para encadernar um recurso publicado ou não publicado ou outras informações vinculadas.

O registro usa um termo controlado ou outra descrição estruturada. Informações adicionais não estruturadas (ou textuais) sobre encadernação que podem ser registradas no campo 563 (informações de encadernação). Exemplo:

340 ## $lsaddle stitch binding $2rdatb

340 ## $lcoptic bindings $2aat

340 ## $lCorrugated board bindings (Binding) $2rbmscv

340 ## $lPainted paper bindings (Binding) $2rbmscv

$y ISSN Incorreto (R) para o campo 490 (Indicação da Série). O subcampo registra o ISSN incorreto associado ao recurso contínuo. Cada ISSN incorreto está contido em um subcampo $y em separado. O ISSN cancelado é informado no subcampo $z. Nota: A frase ISSN (incorreto) pode ser gerada para exibição, associada ao conteúdo do subcampo. Exemplo:

490 1# $aSSGM discussion paper, $y1328-7854; $v2017/4

500 ## $aISSN of series should read 1328-7834.

830 #0 $aState, society and governance in Melanesia discussion paper; 

            $x1328-7834 ; $v2017/4

$z ISSN Cancelado (R) para o campo 490 (Indicação da Série). O subcampo para registro de ISSN cancelado que foi associado ao recurso contínuo. Cada ISSN cancelado é informado em um subcampo $z separado. O ISSN incorreto é registrado no subcampo $y. Nota: A frase ISSN (cancelado) pode ser gerada para exibição, associada ao conteúdo do subcampo $z. Exemplo:

490 0# $aPraeger paperbacks, $z2691-1841 ; $vpps 1

        [Sabe-se que o ISSN do recurso foi cancelado.]

Mudanças de nomes e definições dos designadores de conteúdo – campo 034:

034 Dados Matemáticos Cartográficos Codificados (R), o campo teve reescrito a sua definição e objetivo.

O campo oferece subcampos para o registro de dados matemáticos cartográficos, incluindo escala, projeção e/ou coordenadas em forma codificada. Para itens digitais, as coordenadas podem representar um retângulo delimitador, o contorno da área coberta e/ou o contorno de uma área interna não coberta.

As cartas celestes, também podem conter dados de zona, declinação e/ou ascensão reta e/ou equinócio. Para material cartográfico, deve haver um campo 034 correspondentes a cada campo 255 em um registro.

Para materiais não cartográficos (ou seja, imagens, materiais gráficos, materiais textuais, etc.), as coordenadas geográficas são registradas para representar a posição da estrutura, local ou recurso retratado ou descrito no recurso, ou a localização geográfica da qual a imagem foi capturada.

Neste caso, as coordenadas geográficas podem ser registradas no campo 034 sem a presença de um campo correspondente 255 no registro. Para modelos de relevo e outros itens cartográficos tridimensionais, se um único conjunto de escalas for usado no campo 255 (ou seja, uma escala horizontal e uma vertical), a primeira posição do indicador no campo 034 contém o valor 1, o denominador da fração representativa para a escala horizontal é registrado no subcampo $b, e o denominador representativo para a escala vertical é registrado no subcampo $c.

Se vários ou variados conjuntos de escalas são registrados como um intervalo, os denominadores para as escalas horizontais no primeiro e segundo indicador, são registrados no subcampo $b. Os denominadores para as escalas verticais indicadas no primeiro e segundo indicador, são registrados do subcampo $c, e a primeira posição do indicador contém o valor 3.

Caracteres de Posicionamento – campo de controle 007/13:

Campo e controle 007/13 (Gravação de Som) - Técnica de captura e armazenamento do som renomeado Técnica de Captura e Arquivamento Original (Original capture and storage technique).

Códigos do campo 007, posição 13 que foram renomeados:

a – Captação acústica, arquivamento direto renomeado Captura acústica, arquivamento direto analógico (Acoustical capture, analog direct storage).

b – Arquivamento direto, não acústico renomeado Captura eletrônica, arquivamento analógico direto (Electrical capture, analog direct storage).

d – Arquivamento digital renomeado Captura eletrônica, arquivamento digital (Electrical capture, digital storage).

e – Arquivamento elétrico analógico renomeado Captura eletrônica, arquivamento elétrico analógico (Electrical capture, analog electrical storage).       

u – Desconhecido renomeado Capitura e arquivamento desconhecidos (Unknown capture and storage).

Considerações:

As mudanças, no MARC Bibliográfico, apesar de crescentes, persistem na redundância de dados incluídos em sua estrutura. As inclusões de novos campos, indicadores e subcampos, podem gerar certa confusão no cadastramento da representação. Afinal, um formato concebido no contexto do ambiente impresso e analógico, sofre alterações para acolher recursos do contexto digital. Assim, torna-se um formato descritivo Frankenstein, com os seus alicerces tentando suportar diretrizes para uma disruptiva realidade catalográfica – o tratamento de dados não estruturados. Porém, como salientado no início deste texto, a finalidade é alinhar os códigos do MARC aos elementos da RDA, estabelecendo as devidas correspondências, ainda que isto possa gerar certa dificuldade de compreensão na descrição dos recursos, até pela complexidade envolvida no alinhamento.


   219 Leituras


Saiba Mais





Próximo Ítem

author image
ISBD: SEU NASCIMENTO, RENASCIMENTO E REJUVENESCIMENTO PARA A CATALOGAÇÃO DESCRITIVA
Março/2022

Ítem Anterior

author image
HISTÓRIA DE CATALOGADOR PARA QUEM CUTTER
Janeiro/2022



author image
FERNANDO MODESTO

Bibliotecário e Mestre pela PUC-Campinas, Doutor em Comunicações pela ECA/USP e Professor do departamento de Biblioteconomia e Documentação da ECA/USP.