LEITURAS E LEITORES


MÁSCARA

 

Recluso

em mim,

no breu do inconsciente,

tento emergir,

da quase dispneia que ela me causa,

mas não ouso retirar...

#

Asfixio

quando te encontro de

rosto nu na rua:

parece não se importar comigo,

e,

nem contigo!

#

Máscara,

Dissoluta

Ausente

Feres-me.

Feres o compromisso com o outro.

Egoísmo?

Incapacidade de olhar além de ti?

Compreensão envolta na neblina

da ignorância?

#

Por que não a usas?

Meu futuro

Teu futuro

estão em perigo.

Cuides de nós.

#

Quando for seguro

hei de retirá-la para ti:

quero te ver

sem máscara,

mas hoje

ainda não ...

#

É tempo de

confiança e cuidados mútuos,

entrego-te minha vida

cuido da tua.

#

No amanhã

poderemos deixar o vento

acarinhar livremente nossos rostos,

e o sol

iluminar nossos sorrisos.

#

Mas por hoje:

é civilizado

é fraterno

é humano

usar máscara.


   221 Leituras


Saiba Mais





Sem Próximos Ítens

Ítem Anterior

author image
CECÍLIA MEIRELES: POESIA INFANTIL PARA COMPOR O ACERVO DA BIBLIOTECA ESCOLAR
Agosto/2020



author image
ROVILSON JOSÉ DA SILVA

Doutor em Educação/ Mestre em Literatura e Ensino/ Professor do Departamento de Educação da UEL – PR / Vencedor do Prêmio VivaLeitura 2008, com o projeto Bibliotecas Escolares: Palavras Andantes.